Pages

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

66,7

66,7 kg

Acho que emagreci, ainda sinto um nojo horrível ao olhar esse valor na balança. 

Não acordei bem hoje. A faculdade que eu estudo entrou em greve, mas meu curso vai continuar. Honestamente, eu não sei o que pensar disso, fico feliz de continuar, mas meu estado depressivo ia adorar poder curtir mais minha melancolia sem obrigações de estudo. 
Em resposta as meninas, eu uso enzima sim (lactosil), mas estava na rua e só estava com meu celular naquele momento. 
Acabei de brigar com meu namorado, motivo bobo, briga boba. Mas ando tão insuportável ultimamente, afastando todo mundo, que nem eu me suporto mais. 
Não consigo sentir mais nada além de nojo de mim mesma. 

Espero voltar aqui mais tarde com um post mais alegre. Sinto muito

domingo, 23 de outubro de 2016

Um pouco melhor.

Já me sinto melhor, embora sejam 07:40 e eu tenha dormido apenas 3 horas. 
Conversei com uma professora minha na sexta-feira, não contei muito, ela apenas percebeu que havia algo errado devido minhas faltas e humor. Acabei contando um pouco da minha história com a depressão. No final ela me deu uma receita de antidepressivos e eu acho que me fará bem, de todas minhas experiências com medicações psiquiátricas essa foi a melhor, pois foi a única que não me engordou. 
Ontem saí com meu namorado à tarde para ir procurar uma saia nova para comprar. Meninos odeiam esse tipo de coisa, mas além de eu não ter nenhum outro amigo a festa é uma comemoração da turma dele que está perto da formatura, então ele se voluntariou a ir comigo. Na volta ele comprou um sorvete e eu não havia comido nada o dia inteiro. Então, peguei umas colheradas. O problema é que acho que me passei, não sei. Sou intolerante à lactose e passo muito mal com qualquer uma dessas coisas que tenham leite em excesso. 
Bem feito, cheguei em casa e passei muito mal. O efeito é melhor que laxante, não passava mal assim há meses. 
Agora já me sinto melhor, e já escrevi na minha mente que nunca mais como sorvete na minha vida. 
A medicação ainda nem fez efeito algum, mas com o apoio que estou recebendo do meu namorado já estou conseguindo um pouco mais que antes. Consegui ir à aula sexta. Consegui sair ontem. Acho que consigo ir a aula amanhã. Ando pensando assim, um dia de cada vez. 

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Improdutiva

Não são nem 14 horas e o dia já foi uma merda. 
Faltei aula durante a manhã, tenho uma prova as 17h e acho que vou faltar. 

O que está acontecendo com minha vida? Essa noite dormi 15 horas seguidas, e isso virou rotina nas últimas semanas. Ando sem vontade até para viver, só sigo respirando porque é automático. 
Me sinto sozinha nessa merda toda, queria tanto ter alguém para conversar, alguém com mesmas preocupações que as minhas, com os mesmos problemas, com a mesma rotina que eu.

Não quero reprovar esse semestre, mas nunca tive tão perto. Esse era para ser o semestre mais fácil da faculdade inteira. É o que tem menor carga horária e as matérias mais tranquilas. 
Tenho vontade de voltar apenas para os antidepressivos, são os que eu sei que não engordam. Mas não quero voltar para o psiquiatra. O problema é que tenho muito medo de pedir receita médica para algum professor meu e alguém perceber a merda que minha vida se tornou. 
Ontem passei mal, nem sei porque motivo, e vomitei. Odeio vomitar, por isso nunca consegui ser mia. Estou com a sensação de náusea até agora, mal consigo ficar de pé. 
Não me sinto inútil do jeito que estou agora há muito tempo. 
Até agora comi meio sanduíche. Vou ficar sem comer até de noite, onde provavelmente minha mãe me obrigará a comer algo. 

O bom de fazer uma faculdade de turno integral é que só vejo minha mãe à noite, então inventar desculpas para não comer é muito mais fácil. 

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Boa tarde

Olá, Anas

Não sei dizer o quanto me dói voltar aqui agora. Eu fiz acompanhamento psiquiátrico até o ano passado, me deram ansiolíticos, antidepressivos, antipsicóticos, e esse último grupo acabou com minha vida. Eu tive efeitos adversos a essas medicações que são considerados incomuns na área médica, e também tive um dos efeitos mais comuns a essas merdas e o mais temido por mim: o ganho de peso.
Não posso culpar apenas as medicações, em contrabalanço o antidepressivo (pelo menos na teoria) deveria diminuir minha ansiedade e meu peso, mas meu estresse era maior que isso. Eu comia como uma condenada, e acho que se vocês lembram de mim (mesmo eu tendo apagado minhas postagens) eu nunca miei, meu problema eram os NFs e LFs exagerados.
Bom, eu fui definhando e afundando no meio da terapia. E concomitante, deixei todos meus amigos na faculdade, pois me afastei de todo mundo. Era muita hipocrisia ali no meio, me deixava enojada.
O resultado disso: abandonei a terapia com o psiquiatra.

Quando eu comecei a me tratar, em 2012, pesava 48 kg
Quando eu larguei tudo isso, pesava 74 kg

Não digo que larguei somente por causa do peso, pois o tratamento me ajudava a me sentir um pouco mais feliz. Mesmo com 74 kg, na época eu sentia menos vergonha de andar na rua que quando comecei.
Eu estou péssima, mas não quero voltar a me tratar. Porém eu ando mal, tenho vontade de me cortar todos os dias (mas não faço isso há 3 anos), durmo mal, estou faltando muitas aulas na faculdade. Alguns professores estão com a impressão de que sou o tipo de aluna desinteressada e preguiçosa, só que nunca fui assim.
Precisava de um lugar pra desabafar, me deu saudade desse blog.
Sinto que estou novamente no fundo do poço
Hoje estou com 68 kg, perdi esses 6 kg desde julho deste ano.
Estou enorme.

Sabem, eu engordei muito nesse meio tempo, porque fui muito fraca, mas também porque minha faculdade demanda uma dedicação absurda. Semestre passado, em meio as aulas e plantões semanais eu ficava 60 horas por semana dedicada só a isso, sem contar o tempo que precisava estudar por fora. E eu estava com notas ótimas. Quando vi ao ponto que cheguei larguei todas as ligas e internatos que estava participando, fiquei só com as aulas obrigatórias e comecei meu LF.
Sou fraca, ainda não fiz nenhum NF desde então, e quero muito começar um
Isso é regredir, certo? Mas eu atendo tanta gente na faculdade com problemas de colesterol, problemas de coração devido ao peso e eu estava quase lá. Nunca tinha tido o colesterol tão alto na minha vida.

Tem uma postagem minha de 15/02/15 onde eu estava com 60,9 kg, no meio do tratamento. Eu me sentia muito bem na companhia da Ana, isso me faz falta. Engordar 13 kg em pouco mais de 1 ano é perigoso pra saúde, tanto quanto emagrecer tão rápido. Como os médicos não enxergam isso?
Me sinto como uma pessoa que está sem fumar há meses, acende um cigarro e sente o maior prazer de sua vida.
Cabe ressaltar que não entro em nenhuma roupa que presta. Vivo de leggins porque me recuso a comprar calças jeans do meu tamanho. E guardei todas as minhas roupas antigas, porque eu me recuso a assumir esse corpo nojento.
Até onde eu posso chegar agora?